Masturbação Masculina: 5 coisas que você não sabia

Masturbação Masculina: 5 coisas que você não sabia
Se existe um assunto que todo cara pensa que é especialista, é a masturbação. A maioria dos homens começou muito cedo a praticar o onanismo, o cinco contra um, a bronha, enfim a punheta mesmo.
E isso fez com que ele soubesse tudo o que existe para saber sobre o assunto, certo? Errado.
De acordo com especialistas você não sabe, e aqui estão alguns fatos que realmente podem te surpreender.

1. A masturbação não traz os mesmos benefícios a saúde que o sexo.

Segundo Tobias S. Köhler, Professor da Southern Illinois University School of Medicine, a relação sexual traz vários tipos de benefícios para o homem, relacionados com: pressão arterial, coração e próstata, entre outros. Você acha que a masturbação também traz esses benefícios, mas isso infelizmente não acontece.
Qual é a diferença entre ejacular com a masturbação, e ejacular com o sexo? Ninguém sabe com certeza. Mas o seu corpo responde de forma diferente ao estimulo de cada uma dessas situações, até mesmo o sêmen é diferente quando você se masturba e quando você tem relações sexuais. Ainda assim, o que isso realmente importa?
Obviamente você não vem se masturbando através de décadas preocupado se isso vai fazer ou não bem a sua próstata, certo? Ok, então vamos ao segundo fato.

2. A masturbação não é livre de riscos

Claro, os riscos são realmente baixos. E sim, ainda é a forma mais segura de “sexo”. Ainda não existe nenhum registro nos anais da medicina dizendo que alguém algum dia pegou uma DST de si mesmo, nem tão pouco se auto fecundou, mas mesmo sendo baixíssimo ainda existe algum risco.
Você corre o rico de sofrer lesões na pele do pênis, pode vir a romper as câmaras que se enchem de sangue, ou até mesmo sofrer uma rara, mas possível fratura peniana.
Köller diz que muitos caras procuram especialistas com o pênis parecendo uma berinjela, sim “roxo e inchado” e muitos precisam de cirurgia para reparar o estrago.

3. Quando a masturbação passar ser de fato um problema?

Alguns caras são viciados em masturbação, mas não é a quantidade de vezes que você se masturba que realmente importa, e sim como isso se encaixa na sua vida.
Se você se masturba varias vezes ao dia e mesmo assim leva uma vida saudável e satisfatória, bom para você, mas se você se masturba varias vezes ao dia e por conta disso esta tendo problemas no trabalho, problemas com sua parceira e trocando o sexo real por fazer justiça com as próprias mãos, então nesse caso meu amigo, você deve considerar que a ajuda de um terapeuta é necessária.

4. A masturbação é o reflexo de um relacionamento ruim?

Não necessariamente. Nem sempre o cara se masturbar tem a ver com uma relação deteriorada. O fato é que a grande maioria dos homens simplesmente gosta muito de ser masturbar, é um habito, assim como escovar os dentes. Os homens se masturbam quando são solteiros, se masturbam quando são casados, se masturbam quando o relacionamento está ruim, se masturbam quando o relacionamento está ótimo e se masturbam quando não têm nada para fazer.
A masturbação muitas vezes é uma forma de aliviar o stress da rotina, dar uma relaxada antes de encarar um dia de trabalho, e relaxar o corpo antes de dormir.

5. A masturbação pode trazer benefícios a sua vida sexual

A masturbação pode ser benéfica para sua vida sexual, uma vez que ela permite você fantasiar e descobrir as suas preferências durante o sexo. Ouso dizer que as mulheres estariam mais satisfeitas em seus relacionamentos caso se masturbassem tanto quanto os homens.
Existem exceções? Certamente! Alguns homens se tornam tão obsessivos e viciados na masturbação que acabam não sentindo tanto prazer na relação sexual com sua parceira, isso pode ocorrer pela diferença de pressão empregada na ação.
Para a grande maioria dos homens, a masturbação é uma coisa saudável. Geralmente é mais preocupante homens que pararam de se masturbar, isso pode ser um sinal de ansiedade ou algum problema de saúde.
A masturbação não foge a regra que diz que tudo de forma moderada não tem nenhum efeito nocivo e muitas vezes pode trazer alguma contribuição positiva a vida do individuo.
Will Costta

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*