6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

Bondage dá imensas oportunidades para manter a relação animada e sem monotonia, é só um de vocês sugerir “Eu hoje vou-te amarrar e vou-te fazer pedir por mais”…

6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

1. Quer ficar amarrado com cordas?

6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

 

Amarrar o parceiro ou ser amarrado é uma das formas mais fáceis de ficarem em sintonia. Pode entrar em jogos verbais informando que o irá fazer “sofrer” que está à sua merce, dizer-lhe o que pretende fazer…

Provocar até fazer o seu parceiro se contorcer de prazer, atenção ao tipo de nós que faz e o material que utiliza para não magoar realmente o seu parceiro (use cintos de robes, gravatas, nós corridos para serem fáceis de tirar). Pode sempre ir num sex shop onde há vários kits para os já praticantes assim como para quem se quer iniciar em bondage.
6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

 

Dica: depois de amarrado passe óleo de massagem nas suas zonas erógenas e dá levas golpes com as pontas dos dedos e verá como se irá contorcer de prazer e a excitação a aumentar.
2. Quer ser “pervertido” até que ponto?

6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

 

Pegue leve não quer assustar ninguém enquanto revela o seu lado Cinquenta Tons… Se está a fim de ir  fundo na questão, use de bom senso e tato.
Dica: Seja justo sugira que troquem de posições, e assim ambos revelem os seus desejos e o que gostariam de experimentar.
 
3.Quer gritar ordens ao seu parceiro?

6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

 

Fantasia a sua posição de Mestre/Dominatrix e ele(a) é o seu escravo(a), sim pode e deve excitar-lo mas gritar-lhes ordens aleatórias de acordo com um estudo, a maioria dos parceiros acaba por desligar quando começam a falar bem sujo.
Dica: Enquanto os dois estão nos beijos e nas caricias pergunte ao seu parceiro que existe limites nas palavras ou frases que possa usar e quais são as que os fazem perder a libido e o interesse.
 
4. Quer dar umas chicotadas?

 

Se vai usar um chicote no seu parceiro, nunca use perto do seu rosto, não quer acidentalmente deixar nenhum olho negro. E mesmo que sugira que use uma pala de pirata no dia seguinte e fazerem um role-play estilo Pirata das Caraíbas para adultos e privado, o seu parceiro não vai achar piada nenhuma. Atenção aos genitais, a não ser que domine o chicote e a força não tente acertar no genitais pode magoar e muito, com a pratica ate poderá tentar.
5. Quer tentar algum Spanking?

 

Então lembre-se de que não pode “espancar” a mesma área por mais do que alguns minutos, ou arrisca a que fique nodoa negra. E sim eles querem poder sentar-se no dia seguinte quando estiverem a trabalhar ou forem para o trabalho. E se tiverem algum desconforto no dia seguinte a sentar que seja pela razão correta e divertidas, e não por estarem com dolorosas nodoas negras.
Dica: O submisso deve estar confortável e relaxado, então pode começar a sessão de spanking de forma gentil e ir aumentando ao rito mediante a reação do seu parceiro, pergunte se deve ir de forma mais branda ou se pode aumentar a intensidade pelo menos até ter a certeza do que o submisso aguenta e gosta.
6.Palavra de Segurança Durante o Bondage

6 Coisas que você deve saber antes de tentar Sexo Bondage

 

É fundamental ter uma palavra de segurança para quando deve interromper o estar amarrado, o spanking etc… E porque pode usar palavras picantes o melhor é escolher uma palavra completamente fora do contexto e que se vão os dois lembrar que é para parar. Alguma coisa tipo “flor” “sorvete” enfim…
Dica: Fantasie cenários para ajudar a entrar no clima.
E bom divertimento…

Leia Também:
Você sabe o que é o corergasmo? 
Será que um pénis grande satisfaz uma mulher melhor? (De acordo com ciência)
6 dicas para dar o melhor sexo oral da vida dele
Dicas infalíveis para dar a ela o melhor sexo oral de sua vida
21 benefícios que o sexo traz para a nossa saúde de acordo com a ciência

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *