Livros Resenha | Magia do Sangue de Nora Roberts

Há muitos anos, Branna O’Dwyer entregou seu amor a Finbar Burke. No entanto, o romance durou pouco. Uma maldição ligada ao sangue de suas famílias os proibiu de ficar juntos.

Branna tentou preencher esse vazio com amigos e familiares, mas sabe que, sem Fin, sua vida nunca estará completa.

Ele, por sua vez, passou os últimos doze anos viajando pelo mundo, focado exclusivamente no trabalho.

Atormentados pela forte atração que nem a distância pôde aplacar, nenhum dos dois acha que um dia se entregará de novo ao amor. Entretanto, em meio às sombras que ameaçam destruir tudo o que eles consideram mais precioso, esse relacionamento sem futuro pode ser também a última esperança que lhes resta.

Livros Resenha | Magia do Sangue de Nora Roberts

Magia do Sangue de Nora Roberts é o terceiro livro da trilogia Primos O’Dwyer,e quem acompanhou as resenhas dos dois anteriores sabe o quanto esperei por esta leitura, por dois principais motivos:
Livros Resenha: Magia do Sangue de Nora Roberts
Livros Resenha: Magia do Sangue de Nora Roberts
  • primeiro: por eu ter me afeiçoado aos personagens
  • Pela curiosidade em saber o desfecho, mesmo já tendo certa noção do que ocorreria em relação a alguns aspectos da trama.
  • Pensando bem, destacaria um terceiro motivo: a escrita cativante da autora, que sabe como ninguém capturar a atenção do leitor e levá-lo para dentro do ambiente criado em suas histórias.

Esses foram motivos mais do que suficientes para que eu terminasse a trilogia com um sorriso no rosto e não me arrependesse nem um pouco de ter adentrado nesse universo repleto de amor e de magia.

Recapitulando um pouco a história central do livro: Iona e seus primos Branna e Connor são herdeiros de Sorcha, a Bruxa da Noite, e uma terrível ameaça paira sobre eles.
Há séculos, Sorcha quase destruiu Cabhan, um bruxo das trevas e desde então ele vem planejando sua vingança. Os primos precisarão unir seus poderes para derrotar de vez Cabhan e poderem viver em paz e sem nenhuma ameaça.
No primeiro livro, o foco da trama é em Iona; no segundo, em Connor; e no terceiro, em Branna, que, aliás, é minha personagem favorita.
Branna é uma daquelas personagens inspiradoras, uma mulher forte e ao mesmo tempo sensível.
Alguém que está sempre com as portas da casa abertas para receber com todo o carinho sua família e amigos, e, para completar, além dos seus dons relacionados à magia, ainda mostra-se uma cozinheira de mão cheia, afora seu jeito de lidar com poções e com a fabricação de perfumes, cremes, velas, entre tantos outros itens que atribuem a ela uma personalidade única.
Sua firmeza, coragem e determinação são magníficas. Porém, nem tudo na vida dessa personagem é fácil, e uma de suas maiores mágoas é ter que se manter tão próxima de Finbar Burke como amiga, mas ao mesmo tempo tão distante como amor.
Há anos os dois tiveram uma forte paixão juvenil, mas por causa de uma maldição relacionada ao sangue de suas famílias, não puderam dar continuidade ao romance.

Magia do Sangue de Nora Roberts: Trama

Assim como nos demais livros da trilogia, Magia do Sangue de Nora Roberts, temos o cerne familiar, a magia, o romance e a amizade como características marcantes e cativantes, só que desta vez temos um pouco mais de ação na trama:

  • os acontecimentos são mais ágeis e resolutivos, como era de se esperar, já que é o último livro. Mesmo esperando alguns desfechos, me surpreendeu o modo como a autora solucionou algumas questões e de como ela manteve em cada um dos personagens traços tão peculiares e interessantes até o final.
  • A narrativa em terceira pessoa é clara, de fácil compreensão, envolvente e a leitura pode ser realizada muito rapidamente.

 Magia do Sangue de Nora Roberts: Não desapontará os leitores

Acredito que essa trilogia agradará sobretudo aqueles que gostam de romances, pois, apesar de haver todo esse contexto relacionado à magia, são os relacionamentos interpessoais os principais condutores da trama.
O lado mágico nos fornece subsídios a mais para o envolvimento com as histórias e nos proporciona momentos de mistério e de ação, mas a amizade e o amor são os principais ingredientes da trilogia Primos O’Dwer e são eles que nos inspiram e nos ensinam o valor das pessoas verdadeiras em nossas vidas. Recomendo muito a leitura!
Veja também:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *